sexta-feira, junho 17, 2011

Por enquanto, nós continuamos assim....



Bom final de semana para todos!


beijos,


Lucia

quinta-feira, junho 16, 2011

Meus pequenos caipiras




















Há cerca de um mês atrás fui apresentada a nova coleção de roupinhas de caipira que a Juliana, da “Mamãe eu Quero” preparou paras as festas juninas de 2011. Beta, fotógrafa exclusiva da marca, fez um ensaio lindo com os modelinhos deste ano. Eu fiquei encantada e corri para fazer as minhas encomendas.

Eu acho as peças da “Mamãe eu Quero” super originais e cheias de detalhes fofos, que só uma mãe pensaria com tanto carinho. Sem contar que lá eles sempre primam pelo conforto dos pequenos quando pensam na roupinha.

Semana passada, ficaram prontas as fantasias da galerinha lá de casa, que ao vivo, conseguiram me deixar ainda mais apaixonada...

Agora me fala, vão ou não vão ser os caipiras mais lindos da paróquia?

PS: Quem ainda não viu o PAP de artesanato do chaveiro personalizado que fiz para o Fabio no dia dos namorados, corre lá no Criative-se.

terça-feira, junho 14, 2011

E o fim de semana dos namorados lá em casa foi assim....

Namorar depois que se têm filhos não é uma tarefa fácil, bom pelo menos para quem não tem babá no final de semana eu garanto que é!

Isso não quer dizer que temos de desistir, mas sim se adequar a esta realidade e tirar o melhor proveito desta situação, é a minha forma de seguir a vida feliz e sem deixar o romance acabar.

No meu caso, a melhor opção é sempre ficar em casa. Em casa as crianças se distraem com seus brinquedos e com a televisão, enquanto isso eu aproveito para fazer alguma coisa gostosinha na cozinha – coisa que eu adoro. Tá bom, não é sempre que isso dá certo, mas este final de semana friozinho dos namorados deu!

Sábado fomos ao shopping comprar presentes e na volta, preparei um risoto de carne seca, que apesar de ter ficado com um pouco mais de sal do que meu paladar aprecia, ficou bem gostoso. Para acompanhar, umas cervejinhas que o Fábio estava chocando desde o natal. Depois eu conto em detalhes como aproveitei as garrafas como objeto de decoração, mas isso é assunto para outro post.

Domingo, fomos de sopinha de abóbora, o ícone do inverno 2011 lá em casa. Deliciosamente harmonizado com um Finca La Linda Malbec que estava dos Deuses. Eu já disse que eu adoro um vinho honesto não falei?! Este eu comprei na Lidador do centro da Cidade e paguei R$ 29,90, preço bem justo dentro do que este vinho se propõe.

Quem disse que não dá para ser feliz namorando em casa? Eu adorei o meu dia dos namorados!

Ah! Já ia esquecendo de contar, o presentinho surpresa que fiz para ele, vou mostrar no Criative-se na quinta. Para quem é curioso e quer saber o que é, não perca o PAP que vai rolar!

beijos,



Lucia



quinta-feira, junho 09, 2011

Amamentação e Desmame

Quem lê o Criative-se e o Blog do Gui e da Duda, sabe que eu amo amamentar! Acho que nasci para isso e sempre achei que o peito e o leite materno eram a solução para quase todos os problemas dos meus filhos.

Guilherme tinha 1 ano e 3 meses, quando resolvi desmamá-lo. Tomei esta decisão, por conta das muitas vezes que ele acordava de madrugada para mamar no peito. Transferi-lo para a mamadeira, me ajudou a dividir com o pai a árdua tarefa de fazê-lo voltar a dormir quando ele despertava na madrugada. O processo foi super tranqüilo e nada doloroso para ambos. Fui oferecendo a mamadeira com suco de soja, já que ele não aceitava leite artificial e por orientação do pediatra, fomos adicionando leite ninho em pequenas proporções, que foram aumentando até que a mamadeira passasse a ser toda de leite. Em pouco tempo meu bezerrinho tomava com muito gosto as suas super mamadeiras de leite ninho e nem ligava mais para o meu peito! Nem peito cheio depois do desmame eu tive, transição perfeita e sem traumas!

Sempre amamentei por livre demanda, acredito que o peito da mãe pode se transformar em muito mais do que a simples fonte de alimento de um bebê, o peito pode ser o porto seguro do seu pequeno, um lugar onde ele encontre aconchego e carinho. Assim sempre foi com meus filhos, não dava para negar a adoração deles e minha por este momento! Então se qualquer coisa dava tristeza, eu nem pensava, dava o peito e tudo se resolvia! Isso sempre me fez acreditar que eu tinha super poderes!

Só que lá em casa, desta vez, o feitiço está se voltando contra o feiticeiro. Duda não está conseguindo compreender que eu e ela somos duas pessoas diferentes e que ela não pode ficar pendurada no meu peito 100% do tempo que estivermos juntas!

Sei que a amamentação está começando a fazer mal para a nossa relação, já que eu perco a paciência e algumas vezes não quero me disponibilizar para amamentá-la (pela milésima vez no mesmo dia). Sem contar que agora ela aprendeu a arrancar a minha roupa e a mamar sozinha, o que torna tudo ainda pior. Pra ela não tem hora e nem lugar, ela quer mamar e pronto!

Se eu digo que não vou dar, começa a choradeira e não é um choro qualquer não, é choro doido, choro de quem está realmente sofrendo!!! De quem verdadeiramente não o porquê do que está acontecendo!!! Conclusão, mãe que tem o coração mole, não agüenta e sede... Aí lá vai tudo por água abaixo novamente....

Outro problema técnico que tenho tido, é que por algum motivo não dou os dois peitos antes de sair de casa para ela, o que ela não mamou ao meio dia já está cheio de leite, mas cheio a posto de incomodar mesmo! O mais engraçado é isso não ter acontecido quando desmamei o Guilherme. Acho que ela realmente tem uma ligação ainda mais intensa com o meu peito.

A decisão ainda não está tomada e muito menos a minha estratégia traçada. A única certeza que tenho, é que quero de volta a minha pequena careca e sorridente em casa, me recebendo com um abraço apertado e muitos beijinhos na hora que chego do trabalho. Quero ver minha bebê feliz em estar ao meu lado e não sofrendo por querer que uma parte de mim seja só sua.

Um beijo enorme,

Lucia

quinta-feira, junho 02, 2011

Um pouco de Duda pra vocês...



Eu ando numa fase Guilherme da vida. Acredito que passamos por fases, onde em umas somos mais chegados a um filho e em outras, as afinidades estão maiores com o outro. De repente, me dei conta que os meus últimos 5 ou 6 post falam ou retratam o meu menino de chocolate! Acho que o aniversário dele nos deixou mais unidos este mês.

Como a culpa de mãe bateu em minha porta, resolvi parar tudo o que estava fazendo para escrever um pouco sobre a minha pequena careca.

Duda está começando a ficar mais cabeludinha, já tem alguns fios mais compridos no topo da cabeça e agora eu já posso amarrar um “pitó” – como diz a minha avó Jupyra – no topo da cabeça. No início ela arrancava os laços e preferia mastigá-los, mas agora ela já está entendemos que é na cabeça que ele deve ficar.

Vai para escola toda faceira, puxando sua mochila de rodinhas e cantarolando pela rua com a Tina, dizem que é um sucesso! Passa pelo segurança e bate na mão dele – como faz o irmão todos os dias desde que começou a estudar – e segue seu caminho.

Ela está cada dia mais esperta, mas em contrapartida mais voluntariosa também. Não pode ser contrariada, que grita, esperneia e se bobear, se joga no chão. Se rolar disputa de brinquedo com o irmão, briga de igual pra igual! Eu, não em meto, fico só supervisionando, para que os dois aprendam a conviver e resolver os problemas sozinhos.

A preguiça impera! Até agora as únicas palavrinhas que ela realmente fala são: Mama e Papa, o resto acho que é mais ilusão nossa de que ela está começando a falar do que qualquer outra coisa. Agora entender, ela entende tudo! Me puxa pelo braço e sai apontando e chorando até conseguir o que quer. Danadinha!

Continua mamando no peito e é bem viciadinha. Muito mais do que o irmão que a esta altura, já não mamava mais. Durante a semana, assim que eu chego do trabalho, se não parar para amamentá-la, começa o rami rami. Depois, quando já está sonelenta, pega a minha camisola e entrega na minha mão para que eu coloque, depois me puxa pelo dedo e me leva até o sofá da sala, onde costumo dar o último mamá. Na hora de dormir aceita bem a chupetinha, mas uma vez ou outra chora na madrugada e pede o peito.

Para ilustra este post, deixo aqui algumas fotos que fizemos em nossa última estada no Fazenda Gamela, meu atual lugar predileto para feriados e afins...