quinta-feira, junho 09, 2011

Amamentação e Desmame

Quem lê o Criative-se e o Blog do Gui e da Duda, sabe que eu amo amamentar! Acho que nasci para isso e sempre achei que o peito e o leite materno eram a solução para quase todos os problemas dos meus filhos.

Guilherme tinha 1 ano e 3 meses, quando resolvi desmamá-lo. Tomei esta decisão, por conta das muitas vezes que ele acordava de madrugada para mamar no peito. Transferi-lo para a mamadeira, me ajudou a dividir com o pai a árdua tarefa de fazê-lo voltar a dormir quando ele despertava na madrugada. O processo foi super tranqüilo e nada doloroso para ambos. Fui oferecendo a mamadeira com suco de soja, já que ele não aceitava leite artificial e por orientação do pediatra, fomos adicionando leite ninho em pequenas proporções, que foram aumentando até que a mamadeira passasse a ser toda de leite. Em pouco tempo meu bezerrinho tomava com muito gosto as suas super mamadeiras de leite ninho e nem ligava mais para o meu peito! Nem peito cheio depois do desmame eu tive, transição perfeita e sem traumas!

Sempre amamentei por livre demanda, acredito que o peito da mãe pode se transformar em muito mais do que a simples fonte de alimento de um bebê, o peito pode ser o porto seguro do seu pequeno, um lugar onde ele encontre aconchego e carinho. Assim sempre foi com meus filhos, não dava para negar a adoração deles e minha por este momento! Então se qualquer coisa dava tristeza, eu nem pensava, dava o peito e tudo se resolvia! Isso sempre me fez acreditar que eu tinha super poderes!

Só que lá em casa, desta vez, o feitiço está se voltando contra o feiticeiro. Duda não está conseguindo compreender que eu e ela somos duas pessoas diferentes e que ela não pode ficar pendurada no meu peito 100% do tempo que estivermos juntas!

Sei que a amamentação está começando a fazer mal para a nossa relação, já que eu perco a paciência e algumas vezes não quero me disponibilizar para amamentá-la (pela milésima vez no mesmo dia). Sem contar que agora ela aprendeu a arrancar a minha roupa e a mamar sozinha, o que torna tudo ainda pior. Pra ela não tem hora e nem lugar, ela quer mamar e pronto!

Se eu digo que não vou dar, começa a choradeira e não é um choro qualquer não, é choro doido, choro de quem está realmente sofrendo!!! De quem verdadeiramente não o porquê do que está acontecendo!!! Conclusão, mãe que tem o coração mole, não agüenta e sede... Aí lá vai tudo por água abaixo novamente....

Outro problema técnico que tenho tido, é que por algum motivo não dou os dois peitos antes de sair de casa para ela, o que ela não mamou ao meio dia já está cheio de leite, mas cheio a posto de incomodar mesmo! O mais engraçado é isso não ter acontecido quando desmamei o Guilherme. Acho que ela realmente tem uma ligação ainda mais intensa com o meu peito.

A decisão ainda não está tomada e muito menos a minha estratégia traçada. A única certeza que tenho, é que quero de volta a minha pequena careca e sorridente em casa, me recebendo com um abraço apertado e muitos beijinhos na hora que chego do trabalho. Quero ver minha bebê feliz em estar ao meu lado e não sofrendo por querer que uma parte de mim seja só sua.

Um beijo enorme,

Lucia

7 comentários:

Sybelle Alheiros disse...

Amigaa
vc é uma pessoa iluminada viu?
Amo amamentar tbm, embora tenha tido pouquissimo leite materno...
Dei enquanto foi suficiente, mas com dó no coração. Admiro e acho super legal amamentar.
Vc é uma mãezona...
Vá com calma que logo logo Dudinha vai se dar conta que está na hora de parar... rsrsrrsrsr
bjsssssss

Vivi Nog disse...

Oi Lucia,
Sempre achei importante a amamentação mas confesso que no segundo apesar de nada sofrer, nenhuma complicação em amamentar ( tmb nasci pra isso meu corpo funciona maravilhosamente ótimo) o glamour não foi o mesmo e pra variar os caçulas são definitivamente mais cheios de vontade e nessa hora, desmamar tudo se complica, só consegui tirar a Gigi do peito em janeiro desse ano, 15 dias antes dela completar 2 anos, e no sufoco, dizendo todo santo dia : "tá doidói" pois ela acordava várias vezes ao longo da noite pra mamar e queria fazê-lo de chupeta já que não a chupeta não pegava . Foi uma guerra, mas pra mim e pra ela uma vitória pois ela era muito ruim pra comer e queria peito o tempo todo. Fique tranquila, ela vai entender no momento certo...sem dor e sem traumas... deixa ela amadurecer mais um pouquinho, aqui em casa foi assim, no tempo certo tudo aconteceu ( forçado rs ) mas ela aceitou melhor.
Bjs
Vivi

Renata disse...

OLá Lúcia, adoros o seu blog e já troquei uns emails com vc sobre uma casa em Búzios...:) enfim, esse momento é beeem dificil.. minha pequena mamou até 2 anos e 4 meses.. e tive que tirar na marra... fiquei esperando pra ver se ela enjoava, tententi diversas técnincas, li tudo sobre desmame na internet mas não teve jeito... tivemos as duas que sofer durante uns três dias... ela pedindo e eu dizendo que tinha acabado... foram 3 noites ( principalmente) de chorororo mas que valeram muito a pena...continuamos super "grudadas" mas o desmame, ainda que radical e da forma como eu não gostaria que tivesse sido, no final, só trouxe benefícios para nós duas! Enfim, força e acredite que vc vai saber a hora de tomar a decisão! bjs

Renata disse...

OLá Lúcia, adoros o seu blog e já troquei uns emails com vc sobre uma casa em Búzios...:) enfim, esse momento é beeem dificil.. minha pequena mamou até 2 anos e 4 meses.. e tive que tirar na marra... fiquei esperando pra ver se ela enjoava, tententi diversas técnincas, li tudo sobre desmame na internet mas não teve jeito... tivemos as duas que sofer durante uns três dias... ela pedindo e eu dizendo que tinha acabado... foram 3 noites ( principalmente) de chorororo mas que valeram muito a pena...continuamos super "grudadas" mas o desmame, ainda que radical e da forma como eu não gostaria que tivesse sido, no final, só trouxe benefícios para nós duas! Enfim, força e acredite que vc vai saber a hora de tomar a decisão! bjs

Gisele disse...

Oiii... td bem?
Adoro seu blog e estou te seguindo.. pode me seguir também?

blogcoisasdagi.blogspot.com

Beijosss

Gi

Janaina Cassis disse...

Lucia
Te entendo em gênero, número e grau, passei o mesmo com o Luan que agora tem 3 anos, ele com seus quase dois anos ainda mamava, deixava de comer pra ficar no peito, comecei a me preocupar...
Sem falar que só dormia se estivesse usando meu peito de chupeta, eu, estava esgotada, no fio do pavil mesmo.
Até que me decidi por começar a tirar o peito, falei que tinha dodói, e que agora o bebê tinha que deixar o "mamá" sarar...
Morri de dó em certos momentos, mas olha foi a melhor coisa, menina ele começou a dormir melhor, comer melhor, tudo melhorou e eu pude respirar aliviada.
Só esclarecendo que amava amamentar, da minha primeira filha amamentei até 1 no e 3 meses, só parou porque ela não quiz mais.
Sempre fiz questão e só parei de amamentar qdo vi que não era mais saudável pra ambos...
Bom espero que tenha te ajudado de alguma forma.
Beijinhos Jana Cassis.

Patricia Novaes disse...

Lúcia não se sinta culpada, eu aprendi que criança feliz é aquela que tem uma mãe feliz tbm, vá desmamando com calma, oferecendo outras coisinhas e tente criar alguma outra coisa ou ritual de vcs 2 juntas, o vinculo mãe e filho é muito grande e não será o desmame que vai deixar a Duda triste.
Para a criança ser feliz tem que ter uma mãe feliz!!
Beijocas,
Patricia Novaes