terça-feira, junho 30, 2009

Ganho de peso na gestação

Eu sei que para muitas pessoas o ganho de peso na gestação é uma coisa que rola de maneira natural, umas ganham um pouquinho mais, outras um pouquinho menos, mas na grande maioria fica ali entre os 12 kg e os 15 kg no máximo.

Comigo infelizmente a coisa não rola exatamente desta maneira. Na gravidez do Guilherme eu ganhei um total de 25 kg, fui para a maternidade pesando 83kg e antes disso meu peso era 58 kg! Na verdade nem tenho muito do que reclamar, afinal em 6 meses eu já tinha voltado aos 60 kg, depois estabilizei em 61,5 kg. Só vim a dar uma relaxada pouco antes de me descobrir grávida pela segunda vez – acho até que foi um pouco de inchaço dos hormônios mesmo.

Na verdade antes da primeira gravidez eu tomava inibidores de apetite, fiz uso deste tipo de medicação por mais de 10 anos, só parei quando quis mesmo engravidar. Estava na cara que haveria um efeito rebote, eu não tinha dúvida disso. Para a minha sorte apesar de muito pesada eu fiquei bem bonita mesmo com tanto peso extra e isso me fez muito bem, pois de alguma forma me trouxe uma aceitação maior do meu corpo e do meu estado.

Minha cabeça estava bem preparada e eu sabia que passaria por maus bocados depois do parto e sabia claramente que não poderia fazer nenhuma das dietas loucas que estava acostumada pois estaria amamentando. Mais uma vez eu superei a minha expectativa e fiquei super bem comigo mesma depois do parto, apesar de muito fora de forma.

Cerca de 30 dias depois do parto procurei uma nutricionista para me orientar em uma reeducação alimentar e voltei para a academia, no programa de pós parto da Renata Trevic. A perda de peso foi lenta mas gradativa, a dieta em menos de um mês deixou de ser uma coisa penosa e sim um habito melhor. Juto a todo o meu esforço havia a amamentação, que sem dúvida alguma ajudou muito no processo – Amamentei o Gui até 1 ano e 3 meses.

Conclusão logo depois que voltei a trabalhar já estava em forma, perdi o peso todo sem nenhuma medicação, de forma super saudável e principalmente sem nem sentir. Estabilizei e aceitei um peso próprio para o meu tipo físico que é próximo aos 60 kg, peso este que eu não aceitava antes da gestação e vivia almejando os tão sonhados 55 kg.

Como estava reeducada, não engordava mais do que 1,5kg e quando isso acontecia, eu logo perdia o peso ganho. Só vim a ganhar um pouquinho depois que desmamei e logo estacionei novamente. Isso me fazia acreditar que em uma próxima gestação eu não engordaria como da outra vez...

Fiquei grávida em uma das minhas fazes de peso extra, minha primeira pesagem acusou 63,5 kg, achei muito, mas não encarei isso de maneira ruim, afinal fica mais fácil de chegar ao fim com um ganho de apenas 12 kg. Depois de uns 45 dias de gestação voltei ao consultório para a minha segunda consulta pré-natal, depois de muitos enjôos (sem vômito) e para a minha total surpresa, não é que a balança acusou 700 g a menos que da primeira vez! Ali tive certeza que desta vez tudo ia ser diferente! Mais 45 dias passaram – não reparem a distância de 45 dias entre as consultas, mas é que meu médico agora esta na Perinatal da Barra e eu ando empurrando as consultas com a barriga, literalmente – e eu, diferente da outra vez que me pesava todos os santos dias, só fui me pesar na véspera da consulta, quando olhei a balança quase morri, mais de 3 kg ganhos! Derrota total! Tudo bem que eu estava contando vitória antes do tempo e dei uma relaxada, mas meu almoço é salada pelo menos umas 4 vezes na semana! Não posso considerar que botei o pé na jaca...

Meu médico até que foi legal comigo e não chegou a me dar uma bronca, mas deu aquela sacaneada básica bem ao estilo dele. Disse que minhas bochechas não negam meu ganho de peso, o que é uma tremenda verdade... De qualquer forma ele considera que a segunda pesagem pode ter sido falha e o peso recuperado após os enjôos sempre volta rápido. Para o próximo mês tenho que ganhar menos de 1 kg, se eu atingir o meu objetivo estou perdoada!

O primeiro passo é marcar a consulta em 30 dias para não perder a referência exata do tempo, além disso, vou escolher um dia da semana para fazer um acompanhamento semanal em casa. Também estou pensando em procurar um endócrino ou uma nutricionista para fazer o acompanhamento do ganho de peso, acho que isso pode ser valido. No mais segundo a orientação do próprio Dr. Renato (meu obstetra) cortei ao máximo os carboidratos (difícil para mim) e principalmente os doces (mais difícil ainda) e vamos ver no que vai dar... Acho que ainda há esperança, ao menos gostaria de não atingir a segunda dezena desta vez...

Agora me conta a sua história! Como foi seu histórico de ganho de peso na gestação? Para você foi molinho não engordar ou teve que se controlar a gravidez inteira? Meteu o pé na jaca ou foi apenas moderada? Me conta vai!

segunda-feira, junho 29, 2009

Fim de Semana com Festa


Nada melhor do que um festinha de aniversário com as amigas da hidro, pra comemorar a grande notícia da chegada da minha menininha, não é!?

Este fim de semana foi a festa de 2 aninhos da Camile, filha da Marcele. Esta festinha fecha o nosso ciclo de aniversários da turma e agora até o fim do ano o jeito é marcar alguns eventos externos para que possamos nos encontrar e matar a saudade...

A festa foi uma delícia, regada a quitutes juninos. O que foi sucesso total! Eu cai em tentação, mas juro que na segunda volto para a linha ou o Dr. Renato vai acabar comigo, mas vamos deixar o assunto peso para o próximo post (to empurrando falar sobre este assunto desde a minha última consulta).

Foi a primeira vez que as três grávidas de segunda viagem puderam se encontrar já barrigudas novamente e confesso que foi maravilhoso! A Gisele, mãe da Ana Clara, está esperando o Arthur e eu estou esperando a Giulia (será que é este o nome?), agora mais do que nunca estamos na torcida para que na barriga da Cris esteja a Luisa – por sinal eu tenho certeza absoluta que é ela que está lá – mas precisaremos esperar mais algumas semanas para confirmar...

Confesso que percebi certa animação de algumas amigas (em especial a Simone e a Carla), mas a minha aposta para o próximo barrigão não pode estar presente, é a querida amiga Andréia que mandou o filhão com o papai para marcar presença. Inclusive o Roberto – marido dela – está super engajado nesta causa... Amiga não perde tempo e engravida logo para ficarmos de licença juntas ta!

Agora com dois aninhos, a participação das crianças na festa é avassaladora! Acho que Guilherme fez o circuito pelo menos umas 50 vezes e caiu naquela piscina de bolas que tem uma cadeira que vira quando acertamos a bolinha, mais umas 50! É energia que não acaba mais! Ver as crianças crescendo juntas e fortalecendo estes laços de amizade, não tem preço!

Amigas queridas, é sempre muito bom estar com vocês! Vamos logo agendar a viagem ao hotel fazenda antes que a saudade aperte...










quinta-feira, junho 25, 2009

É menina!!!!

Depois de um mês que me pareceu mais longo do que os outros, esta terça-feira finalmente fizemos a ultra de 15 semanas e descobrimos o sexo do nosso bebê! Como bem disse a minha intuição é uma menina que está a caminho e não houve oráculo ou simpatia que dissesse o contrário, agora temos a certeza!!!

Confesso que por um lado tudo o que aconteceu me deixou tão preparada para a chegada de outro menino, que quando a Dra Ana Elisa disse que se tratava de uma menina e fiquei catatônica, precisei de umas 15 horas para digerir a informação e acreditar que realmente é verdade e começar a comemorar.

Toda a família ficou em êxtase, afinal já temos um menino delicioso e eu venho de uma família que é verdadeiro matriarcado! Sem dúvida a chegada da primeira mulher desta nova geração foi um motivo a mais para comemorar. Enfeitar uma bonequinha será uma delícia para todo mundo, não é mesmo?

Outra coisa que acho legal quando o segundo filho é de um sexo diferente, é que temos menos coisa para herdar, não que seja ruim aproveitar a herança, mas o pobre do segundo acaba usando tudo de segunda mão!!! No meu caso então, onde as coisas do Guilherme foram super bem cuidadas, o segundo estaria ferrado, pois não ia levar nada estalando... Já sendo uma menina, ninguém vai resistir a dar um toque cor de rosa no enxoval lindo e azul que já existe, não é?

Sei que muitas de vocês já me parabenizaram por e-mail ou no post do Criative-se, mas aviso e comunico que faço questão dos comentários aqui, afinal é este o meu registro oficial dos pequenos, ok?!

segunda-feira, junho 22, 2009

As festas de Junho


Este fim de semana foi frenético, nossa agenda de sábado estava lotada com as tradicionais festas juninas.

Acordamos bem cedo e nos arrumamos para começar a maratona na festinha da escola do pequeno Guilherme, que estava agendada para às 9 da matina. Depois de colocar toda a indumentária seguimos a pé com o pequeno gostosão até a escola. Ao encontrar os amigos, ele ficou todo excitado nos mostrando cada um e falando seus nomes sem nenhuma dificuldade. Também nos levou pela mão a fazer um tour pela escolinha, afinal de contas não é todo o dia que temos mãe e pai na escola, né?

O esquema da festinha é sempre ótimo, pois pagamos a taxa com antecedência e no dia levamos um prato típico, a escola serve cachorro quente, salsichão, canjica, milho e o refrigerante. Para as brincadeiras cada criança recebe um colocar com 6 fichas e ganha o prêmio mesmo que não acerte na mosca, o objetivo é se divertir! As prendas são enviadas pelos pais antes da festa. A única ressalva é que obviamente Guilherme não se saciou em brincar apenas 6 vezes, queria mais, muito mais! Ano que vem vou dar a dica de enviarmos mais prendas para as crianças brincarem mais.

Na hora da apresentação do maternal, Guilherme titubeou e resolveu que não queria ir sem mim e abriu o berreiro, eu fui até o meio da roda e tentei acalmá-lo sem muito sucesso, mas bastou a musica tocar seus primeiros acordes para correr para junto dos amiguinhos e dançar a coreografia toda junto com os amigos! Muito lindo o meu pequeno!

A festa acabou por volta de meio dia, chegando em casa, dei almoço ao pequeno e o coloquei para tirar um cochilo, afinal de contas a maratona era longa. Acabou que a família toda descansou um pouco antes de se arrumar para a próxima festa.









Lá pelas 2 eu comecei a me arrumar, para a festinha junina de aniversário de 1 ano da Malu. Nesta festa fomos todos a caráter! Chegamos em Itaipu ainda com o dia claro. Lucas e Guilherme puderam matar a saudade e brincar bastante durante toda a festa, claro que daquele jeitão entre tapas e beijos bem peculiar aos dois, mas tudo bem.

A festinha foi linda, estava tudo uma delícia! Infelizmente estávamos muito cansados para seguir na nossa maratona e passar na Barra para dar os parabéns aos amigos Diana e Fabio, que também comemoraram em ritmo junino, mas tenho certeza que eles vão entender.

Deixo para vocês um gostinho do que foi o nosso sábado de arraia. Agora pode dizer, não é o caipira mais lindo do mundo?









terça-feira, junho 16, 2009

Crianças no Teatro


Fim de semana de chuva no Rio de Janeiro e como não dá para prender criança pequena dentro de casa, resolvemos então ir ao teatro com a criançada! Cristina me pegou em casa e seguimos com os dois molequinhos para o shopping da Gávea.


A peça escolhida foi “Bagunça no Zoológico” um musical bem animado, que prendeu a atenção da criançada do início ao fim! O enredo trata da história de 3 pingüins que participam de uma corrida de longa distância e se perdem no meio da competição e vão parar dentro de um zoológico.

É uma produção bem legal, com um figurino bem incrementado e músicas ótimas e bem animadas, super indico para a criançada!


Para alegrar ainda mais o nosso passeio, encontramos com a Cristine, mãe do João Gabriel, nossa amiga da hidrogestante e pudemos dar uma voltinha no shopping juntas depois do espetáculo, pena que estávamos todas de olho no relógio por conta da hora do jantar das crianças.


Acho que este tipo de programa cultural deve ser sempre estimulado, pois é um costume muito valioso para o desenvolvimento. Guilherme adora ir ao teatro e já vinha me pedindo para levá-lo ha algumas semanas. De agora em diante vou tentar colocar um periodicidade no mínimo mensal para levá-lo ao teatro.


Vamos ao teatro? Quem topa?




segunda-feira, junho 15, 2009

Voltando as aulas de hidrogestante

Há algumas semanas que eu vinha marcando com a Renata Trevic e este fim de semana o que era promessa virou realidade, voltei as minhas aulas de Hidrogestante!!!

Na verdade estamos formando uma turma especial aos sábados só com as grávidas que já tem filho, pois agora que já temos um pimpolho o nosso tempo sozinhas se tornou ainda mais escasso e é quase impossível dedicar 2 a 3 horas semanais sem eles, mas a idéia de nos exercitarmos juntos atiçou a todas as novas gravidinhas e nossa turma está se encontrando mais uma vez.

Na verdade a Renata quer que tentemos freqüentar além das aulas de sábado que serão mais recreativas, ao menos um a dois dias da semana a noite sem as crianças para que o exercício seja mais efetivo. Tenho certeza que vamos dar um jeitinho, afinal as aulas são absolutamente maravilhosas!!!

Esta semana só fomos eu e Cristina, mas já falei com a Gisele que garantiu que vai voltar às aulas conosco! A tendência é esta turma aumentar, eu estou apostando na Andréia Dias como a próxima gravidinha, mas vamos esperar pois nesta fila ainda temos no mínimo a Simone e a Carla que também não se opõe a idéia... Se depender do meu estímulo, todas ficarão grávidas até o fim do ano!!! Vamos mudar os conceitos Marcele, Luciene e Cristine?

segunda-feira, junho 08, 2009

Amigas de Barriga Novamente...

Quando eu e Cristina nos conhecemos, estávamos ambas na décima quarta semana de gestação e ainda nem mesmo sabíamos o sexo de nossos bebês... Nossa amizade começou despretensiosa em nossas aulas de hidrogenstante, mas nossa afinidade sempre foi enorme! Como trabalhamos para a mesma empresa, logo começamos a sair juntas do trabalho para as aulas de hidro e não demorou em marcarmos a primeira saída com inclusão dos maridos. Fomos juntas a uma feira de bebês e gestantes no Rio Centro e lá Fabio e Marconi se conheceram, foi amizade a primeira vista! Aquele dia era aniversário do Marconi e só descobrimos ao chegar em um restaurante para matar a fome depois de horas andando na feira... Aquele dia realmente selou esta amizade tão linda que seria para sempre!


Dia 22/05/2007 entrei em trabalho de parto e logo avisei a eles que Guilherme finalmente chegaria, eu sabia bem que quando uma das duas entrasse em trabalho de parto a outra teria uma crise de ansiedade e conforme a minha previsão a Cris quase não dormiu esta noite e descobriu que já estava perdendo um pouco de líquido, conclusão no dia seguinte estava Cristina na maternidade para a chegada do Lucas.


Quando eu saí da maternidade Perinatal, segui direto para a São José para sermos apresentados ao Lucas, Guilherme recebeu naquele dia sua primeira etiqueta de identificação e pode conhecer aquele que seria seu sempre companheiro durante muitos anos.


Nós duas passamos sempre combinar de engravidar do segundo juntas e havíamos agendado este plano para as férias de maio, mas por conta de mil contratempos por conta do trabalho nós tivemos que cancelar a viagem e alguns dias depois descobri que sem querer adiantei os planos em alguns meses... Claro que todos ficamos felizes com a notícia, mas parecia que faltava alguma coisa, algo que fazia parte do plano.


Um mês e pouco depois da minha gestação diagnosticada finalmente recebemos a tão esperada notícia que viria coroar a amizade destas duas famílias, Cristina e Marconi estão grávidos e o pequeno Lucas também ganhará um irmão!!!!


Minha previsão de parto é 21/12/2009, enquanto a da Cristina será 03/02/2010, menos de um mês e meio! Poderemos mais uma vez curtir os meses de licença juntas e desta vez com 4 crianças!


Agradeço a Deus por ter amigos tão queridos e fiéis em nossas vidas e peço a ele que ilumine esta amizade por todo o sempre, pois nós estaremos sempre alimentando este sentimento lindo que existe entre nós.


Início da nossa amizade, quando a barriga da primeira gestação quase não aparecia...

Ambas com 38 semanas, Guilherme e Lucas já pesados nas barrigas...

Atualmente, gravidas do segundo... Eu com 10 semanas e Cristina com 5 e ainda sem confirmar...



terça-feira, junho 02, 2009

Tabela Chinesa para descobrir o sexo do bebê


Quem acompanha o blog já conhece o meu dilema, pois até alguns dias atrás eu tinha absoluta certeza que estava grávida de uma menina, por muitos motivos, mas o principal deles era o fato da concepção ter ocorrido alguns dias antes do dia fértil propriamente dito. Na ultra que fiz com 11 semanas, conversei com o médico e pedi que ele tentasse ver o sexo, enquanto tentávamos virar o neném que estava de cabeça para baixo e não nos deixava ver o bumbum fui contando a minha história e a minha suspeita quanto a chegada de uma menina, o médico imediatamente falou que isso era balela e que ele acreditava em uma probabilidade de 50% para mim, mesmo não conseguindo virar o bebê ele disse ter visto de relance o broto sexual e deu seu palpite que era um meninão a caminho.

Isso tudo atiçou ainda mais a minha curiosidade e quando cheguei em casa corri para a internet para procurar a tão famosa Tabela Chinesa que prevê o sexo do bebê e mais uma vez deu que seria um menino!

Resolvi disponibilizar aqui a tabela para que todas as grávidas possam fazer o teste e é claro, vir aqui para me contra se deu certo ou deu errado. Até então eu sempre ouvi falar que sempre dava certo, mas algumas amigas passaram no último post e me contaram suas experiências nem sempre positivas...
Para usar a tabela, basta somar 1 a idade da mãe e verificar o mês da concepção, no meu caso, tenho 32 anos + 1 = 33 e a concepção ocorreu em Março, portanto menino. Caso a mãe faça aniversário em janeiro ou fevereiro não precisa somar nada!

segunda-feira, junho 01, 2009

Pratic

Na última sexta-feira estive na Perinatal da Barra para fazer o “Pratic”. O “Pratic” é um exame de triagem genética normalmente feito em quem tem alguma indicação clinica ou maior probabilidade de ter um filho com algum problema genético. No meu caso, fizemos a pesquisa pois eu tenho um irmão com a síndrome de down.


O exame consiste em uma ultrassonografia que mede a Translucência Nucal (que é considerada normal quando há 12 semanas é menor do que 2,5), a verificação da existência do Osso Nasal e análise do Ducto Venoso. No pratic, junta-se a isso um exame de sangue, onde são pesquisadas as dosagens de 2 hormônios, o PAPP-A e o B-HCG livre. Os resultados dos dois exames são lançados em um programa de computador que contém um questionário com inúmeras perguntas que são feitas a paciente, com estes dados o programa calcula a probabilidade da existência de um feto com algum erro genético e dependendo desta estatística o médico indica ou não a gestante a prosseguir com os exames investigativos que são invasivos (amniocentese e biópsia de vilo). O resultado final dos meus exames serão enviados por correio para a minha casa, mas como Graças a Deus todas as informações da ultra estavam normais e minha probabilidade aos 32 anos ainda é bem baixa, a princípio não tenho muito com o que me preocupar, a minha estatística está em aproximadamente 1/1000 (em cada mil nascimentos apenas 1 apresentaria problemas).


Como eu não sou de ferro e estou morrendo de curiosidade de saber o sexo do meu bebê, pedi ao médico, o Dr. Paulo Nassar, que tentasse dar uma olhadinha no broto sexual para arriscarmos um chute. Ele me contou que nesta fase gestacional – 11 semanas – a probabilidade de erro é de aproximadamente 13%, o que eu achei até relativamente baixa, sinceramente tenho a impressão que neste período os médicos erram mais... Bem, fizemos a trans para tentar desvendar o sexo do pequeno, mas o safado estava de cabeça para baixo e não quis mostrar o bumbum... Durante o bate papo eu contei ao médico toda aquela história de que a concepção havia sido feita 3 dias antes do dia fértil propriamente dito e disse que achava que era uma menina, aí que veio o balde de água fria! Ele falou que este negócio de que antes é menina e no dia é menino é uma tremenda balela, que se observado na população pode ser que a estatística apresente algum significado, mas que para eles, médicos, continuam trabalhando com 50% de possibilidade, para completar a notícia ainda falou que teve um momento que ele viu de relance e achou que era um menino!!!


Confesso que fiquei bem decepcionada com isso, mas de certa forma foi legal para que eu possa me acostumar com a idéia até a próxima ultra que já agendei para o dia 23/06. Quando cheguei em casa não me contive e corri na internet pata procurar aquela velha tabela chinesa que todo mundo diz que é batata e adivinha o que deu para mulher de 32 anos que engravidou em março... menino! Peguei meu cordão coloquei a aliança e fiz a simpatia e o resultado... menino! Bem, já estou me conformando com o destino que pelo jeito, me reserva um milhão de cuecas...

Atualizado:

Meninas, achei super legal o pessoal que passou e comentou se a tabela chinesa deu certo ou deu errado, fiquei muito intrigada pois até então não conhecia ninguém que tivesse dado errado! Portanto quero comentário de todo mundo para fazermos as nossas estatísticas desta tabela maluca!!! beijos