sexta-feira, junho 11, 2010

Rejeição

Na noite da última quinta feira, rolou uma serenata lá em casa. A pequena resolveu chorar da hora da novela até o final do Globo mar (isso significa pelo menos 3 horas ininterruptas!) Não sei exatamente o que aconteceu, pois na verdade estava tudo certo, a fralda estava limpa e ela não parecia ter nenhum tipo de dor, chorava de insatisfação. A minha maior surpresa foi que ao tentar oferecer o peito para acalmá-la, como faço sempre e todas as noites ela rejeitou. Eu colocava o peito na boquinha e ela virava a cara para o outro lado vigorosamente e gritava mais ainda. Tentei em pé, sentada, deitada e nada! Será que vocês podem imaginar como ficou em frangalhos o meu coração?

Tive muito mede de estar acontecendo um desmame precoce por conta da minha volta ao trabalho pois este foi o primeiro dia que cheguei em casa depois de escurecer, por volta das 18:15h, só que quando cheguei, minha avó tinha acabado de dar uma mamadeira para a pequena, aí fiquei eu com o peito explodindo até às 20h quando ela mamou um pouquinho em cada peito só para dar uma esvaziada. Logo depois disso começou o chororô e não houve nada que fizesse ela aceitar o peito novamente.

Quando foi 3 da manhã, acordei, já praticamente nadando na minha cama e resolvi tentar oferecer o peito novamente, acabei acordando-a de tanto insistir em colocar o peito na boquinha dela. Ela voltou a chorar e chegou a acordar o irmão que foi para a minha cama. Fui com ela para a sala e acalmei-a no colo e quando estava já cochilando, coloquei na posição de mamada e deixei o bico do peito bem pertinho para ela sentir o cheirinho do leite, graças a Deus ela acabou pegando e começando a sugar. Foi um alívio!

Pela manhã ofereci o peito novamente e ela aceitou bem. Resolvi então introduzir o jantar na rotina dela às 17h e não quero que seja oferecido nenhum leite artificial em mamadeira para ela, assim quando eu chegar do trabalho com o peito cheio ela mamará melhor e este passará a ser o nosso primeiro contato ao nos encontrarmos a noitinha. Vamos ver se vai dar certo...

Vocês já passaram por uma situação de rejeição como esta? Conta pra mim! Beijos.

10 comentários:

Simone - Mariana minha flôr disse...

Nossa amiga que sufoco, a Mariana chorou muito, muito, mais era colica, quando acabou a fase das colicas era colo, só queria colo e eu de pé chacoalhando, se ameassava sentar mesmo chacoalhando ela gritava, sofri bastante.
Quando li o começo do relato achei que poderia ser calor, criança chora muito ao sentir calor.
Mais como mudou a rotina dela pode ser isso, ela estranhou um pouco, mais tomara que isso não aconteça mais, porque além de cansativo dá uma dozinha né?
Beijos e ótimo final de semana.

Flavia Bernardo disse...

Lu,
ainda não pasei por nenhuma rejeição do Arthur ao peito, pelo contrário, ele tá cada vez mais viciado, e não dá sinais ainda de desmame. No fundo, no fundo, fico feliz pois sei que vou sentir muita falta da amamentação qdo ele desmamar, mas fico imaginando se ele não desmamar naturalmente por conta própria e eu ter que desmamá-lo. Acho pior.

Mas não introduza o jantar na rotina dela ainda não. Ela tá fazendo 6 meses hoje, né? (Parabéns, Maria Eduarda!). Tá cedo ainda pra isso.

E faça desse jeito como falou. Deixem que estiquem ao máxio essa mamada dela, pra ela poder mamar no seu seio. Será bom pra vc esvaziá-los (dói muito né?) e ela não irá estar de barriga cheia e rejeitá-lo por esse motivo.

Beijos!
Flávia

Paula Betzold disse...

Querida, até hj a minha duda tem umas crises de choro por nada... não duram tres horas, mas quando acontece e nao tem mais o que fazer eu rezo... em geral funciona! beijos

Priscila disse...

Ai, amiga. Vocês acabaram de entrar em uma nova rotina. Tudo novo, pra vc e pra ela. Aos poucos vocês vão encontrando um jeito de fazer tudo funcionar.
Ela pode ter dormido pouco na creche... ou muito, nesse dia.
Bjs.

Anônimo disse...

Lu, eu amamentei a Larissa até 6 anos de idade. Voltei ao trabalho ela tinha exatos 5 meses. Ela jantava às 5h da tarde e quando eu chegava era a maior festa. Mamadas e mais mamadas. Pela manhã eu a tirava do berço e dava a primeira mamada antes de vir para o trabalho. E ela tomava suquinho às 9 e depois às 12h a papinha e assim por diante. Isso foi muito bom prá ela e prá mim e não houve rejeição. Beijos. Lenir

cantinhodafelicidade disse...

Essa semana aconteceu algo parecido por aqui. Mas eu acho que teve a ver com a vacina. Arthur ficou bem enjoadinho, rejeitando o peito, mas no outro dia ele voltou a mamar. Fiquei super preocupada também achando que ele ia desmamar e nem somente 2 meses.
beijoss

Deusa disse...

Como a Simone falou pode ser de colica...que e natural na primeira fase.Mas eu acho que o problema e que a mamadeira e muito mais facil que o peito e ela claro vai se acostumar,não precisa fazer força....outra coisa e que a minha chorava 6 vezes por noite...seis vezes...até eu descobrir que ela estava simplesmente com fome....ela estava com 3 meses e tive que inserir papinha...esses choros sem parar são terriveis....eu vou te contar uma coisa pessoal...não estou te passando nada que voçê tenha que aceitar...e minha e somente minha opinião...tá?...o Colostro e muito importante para a criança,mamar no peito e fundamental,mas se voçê trabalha fora, não vale a pena ficar estressada querendo cumprir todos os itens que uma mãe tem que cumprir...vale a pena inserir a mamadeira com o leitinho que o médico recomendou,ou com o seu mesmo.Foi assim comigo...e a Maitê e forte e saudavel...mas siga o seu coração....e só uma opinião de mãe que quase ficou louca de ver a filhinha chorar sem saber o porque.
Beijinhos
Deusa
vasinhos coloridos

Ana Carolina Peixoto disse...

Querida, vou te ligar para detalhar mais sobre a minha experiência ao retornar ao trabalho! Minha dica é realmente não oferecer leite artificial. Tenta tirar na bomba e se tiver que oferecer, será o seu leite materno. Depois do LA... pode ser difícil. A Malu tb rejeitou o peito aos 8 meses qndo introduzi o LA em umas das mamadas (17h). Passou a não querer mais o peito à noite e nem de manhã (se jogava para trás, quase morri do coração). E acabou largando o peito. Cuidado tb com a mamadeira. O ideal é que seja uma que tenha o grau de dificuldade do peito. Se for de fácil sucção e mais docinho o leite (LA).. pode acelerar o processo sim. Mas é obvio que com a introdução aos novos sabores, o seu retorno ao trabalho... tudo é mudança! Esteja atenta aos sinais. Vou te ligar!
Bjs,
Carol

Vanessa Simonelli disse...

Imagino a sua agonia em passar por isso. O ato de amamamentar é o maior vínculo que temos com nossos pequenos nessa fase da vida deles. Sem contar que nos sentimos uma deusa para eles. Saber que está em nós a fonte de alimentação deles, e que assim fazemos eles crescer e desenvolver saldáveis não tem preço...
Acho que a sua decisão foi certíssima. mais uma vez parabéns por ser essa mãezona e um beijinho nesses pequenos lindos!

Ana Cristina disse...

Oi Lúcia que notícia triste, comigo foi bem parecido, a minha filha deixou de mamar por vontade própria aos 5 meses, pense no meu desespero, fiquei com a sensaçäo de fracasso, mas agora já superei, espero que näo seja o caso da Duda, mas começou assim,ora rejeitava ora aceitava, até näo querer mais de jeito nenhum, e as horas que ela aceitava me pareceu bastante com seu relato, eu oferecia qdo ela estava bem sonolenta, deixava o peito pertinho aí ela aceita, mas logo pegava no sono.

Mas espero q no caso da Duda tenha sido apenas saudades da mamaäe e a mudança na rotina dela, e faz do jeito q vc disse, näo oferecer mamadeira adiantar a janta e esperar vc chegar para poder mamar que vai dar certo.

Fica com Deus