terça-feira, setembro 14, 2010

Ela se nega a ficar na cadeirinha...

Diferente do irmão, que nunca reclamou de andar para cima e para baixo preso na cadeirinha do carro, Duda resolveu que não quer mais andar no bebê conforto de jeito nenhum! Não é 100% do tempo, nem 100% das vezes que andamos de carro, mas virou e mexeu, a pequena se cansa e abre o berreiro. Quando eu digo abre o berreiro é grita muito, chora de molhar a roupa com tantas lágrimas. Se não a pegar no colo, ela chora sem cansar e vai gritando cada vez mais alto e com mais raiva.


Eu, que simplesmente não suporto escutar criança chorando, acabo sempre cedendo e pulando para o banco traseiro – fico apertada entre as cadeirinhas – para acalmá-la, no colo e no peito, única coisa que a faz parar.


Na verdade, não concordo com a minha própria atitude, que é burra e super arriscada para nós duas. Eu morro de medo de acidentes de automóvel e sei o quanto o risco é alto, mas o que fazer com um bebê que se esgoela dentro da carro durante o trajeto?


Já tentamos todo o tipo de brinquedo, chupetinha e até mamadeira com suco, tudo para tentar acalmar Maria Eduarda dentro do seu bebê conforto, mas nada faz com que ela pare de chorar.

Hoje, dando uma diagonal em alguns blogs que eu não visitava a muito tempo, me deparei com um post da Ana Reis, falando sobre um acidente de automóvel. Fui correndo ler o relato para saber mais detalhes do que aconteceu!


Estou com o coração apertado até agora, só de pensar que durante boa parte do trajeto de ida e de volta a Barra do Piraí, onde fica a Fazenda Ribeirão, Duda permaneceu no colo pendurada no peito, me aperta o coração!


Não sei qual é a solução para o meu problema, não sei se o problema dela é com o bebê conforto, que fica de costas ou se é apenas manha, só sei que a partir de hoje eu não quero mais pega-la no colo durante um trajeto de carro!


Minha mãe está voltando de uma viagem aos EUA e vai trazer com ela uma cadeirinha nova para a Duda, que em breve estará apta a viajar virada para frente. Não sei se esta será a solução para o nosso problema, mas certamente será uma boa tentativa.

Justificar

33 comentários:

Alethéa disse...

Nossa, Lúcia, toda vez que o Miguel chora na cadeirinha eu tb me questiono... muitas vezes tb coloco ele no peito... o perigo é muito grande para eles fora da cadeirinha, realmente. Mas o que fazer quando a criança esgoela??? Difícil questão, realmente.

Monica disse...

Oi Lucia, acompanho seu blog faz bastante tempo, porém sou preguiçosa pra comentar ;-)
Mas entendo sua angústia e resolvi contar minha experiência com o Enzo. Qdo ele era bebê (hoje tem 2a3meses) ele tb chorava muito, ficava bem irritado no bebê conforto. Algumas vezes eu tirava, mas na maioria deixava ele lá chorando, achando melhor chorar do que correr o risco. Depois que viramos a cadeira pra frente, tudo se resolveu. Ele adora andar de carro e hoje em dia diz que vai ficar no carro ouvindo música qdo chegamos em casa. hahahahha
Então acho que é uma questão de paciência. Mas não tira ela da cadeirinha não, perigoso demais. Beijão, Monica

Lucia Laureano disse...

Alethéa querida,
Que saudade de você!!!!
Só quem tem filho que chora na cadeirinha sabe a angústia que uma mãe passa, não é mesmo?! Difícil demais fingir que nada está acontecendo e seguir a viagem, ao mesmo tempo quando fazemos isso, estamos esquecendo do perigo que isso representa...
Vou passar no seu blog para ver como está Miguel agora mesmo!!! Você já voltou a trabalhar?

Mônica,
Muito prazer! Vou ficar aqui torcendo para você passar por cima da preguiça e comentar sempre por aqui!
Vou torcer para que com a cadeirinha para frente ela se acalme e passe a curtir os passeios de carro, com quantos meses você virou a cadeirinha do Enzo?

beijos,

Rosi disse...



Vc já tem uma possível solução: uma nova cadeirinha.

Talvez a Dudinha não goste da sensação de andar de costas ou acredita que está sozinha (sem vc ou o papai). Essas crianças são tão independentes, não é mesmo?!

Vamos torcer por ela.

Bjs

Flavia Bernardo disse...

Oi, Lu!
Isso é um dilema mesmo né? Nós como Engenheiras de Segurança sabemos exatamente o risco que corremos só em desatar o cinto, imagina tirar o bebe da cadeirinha.

Mas tb confesso que já tirei Arthur algumas vezes da cadeirinha quando chorava sem parar e que na saida da maternidade ele foi no colo, simplesmente pq Fabio não instalou a cadeirinha antes, mesmo eu tendo enchido a paciência dele com isso. Lá em casa o Fábio é super relaxado com essas questões de segurança e eu fico pra morrer com isso!

Mas nao posso reclamar. Arthur sempre ficou muito bem no bebe conforto. Tanto que só fui virar ele pra frente com um ano e um mes. Agora ele já está na cadeirinha e adora tb! Fica virado pra frente, vendo tudo, fica numa boa.

Tenta colocar ela na cadeirinha quando ela tiver 9kg. Acho que vai melhorar!!

Mas sejamos firmes em não ceder e tirar os pequenos da cadeirinha!

bjks
Flavia.

Lucia Laureano disse...

Rosi,
Vamos torcer para que a cadeirinha virada para frente seja a solução dos nossos problemas, pensamento positivo!

Flávia,
Dudinha saiu da maternidade no bebê conforto e quando era pequenininha não reclamava de nada! A choradeira é novidade, coisa uma mocinha que já pensa que sabe o que quer...
Quanto ao peso, a gorducha já passou dos 8kg!!! Acho que em 1 ou 2 meses no máximo ela estará apita a virar para frente, mas engraçado que ainda sabendo que ela terá o peso ideal, tenho uma certa insegurança, coisa que não tive com o Gui, mas é que ela é tão delicadinha que me dá medo do pescoço não estar firme o suficiente... Antes da mudança, vou dar uma conversada básica com o pediatra!

beijos,

Flávia Mergulhão disse...

Minha experiência como tia vale?
Quando ela começar a olhar o mundo de frente , pela janela do carro, na cadeirinha nova, ela vai parar de chorar.Ela vai se distrai!Tomara,né?rsrsr
Boa sorte!
Adorei sua visita no blog, volte sempre!
Bjocas

flávia

Priscila disse...

Oi, Lu!
Sabe que a Duda também passou um tempo que chorava muito no bebbê conforto? Depois melhorou. Hoje ela só fica assim se esgoelando quando está com o sol batendo no rosto dela. Eu também não suporto ouvir criança chorando assim. Muitas vezes dou pra ela uma coisa pra ela brincar, tipo um celular, um crachá, qualquer cpoisa que não seja brinquedo e atraia a atenção dela.
Tirar ela da cadeirinha além de ser perigoso ainda é contra a lei, agora, né?
Por falar nessa lei... ainda não está muito claro pra mim. Antes da lei, diziam que os bebês conforto eram pra crianças de até 9 kg ou 1 ano. Agora, dizem que o bebê conforto é pra crianças de até um ano. Mas no caso da Duda, que já tem um ano e três meses e não chegou nos 9 kg, como fica? Passo ela pra cadeirinha ou não? Ela certamente ficaria melhor virada pra frente...

Lucia Laureano disse...

Pri,
Sua dúvida é certamente a dúvida de muita gente! Já tentou jogar no google?
Tá aí um bom tema para postar nos eu blog!
De qualquer forma, eu acho que se ela estiver com o corpinho firme, poderá ficar de frente mesmo sem ter 9kg, mas pergunta o que o seu pediatra acha!
beijos,

Anônimo disse...

Lu, Juju anda na cadeirinha desde RN. eu sempre andei sozinha com ela no carro. Ela se esgoelava independente de qualquer coisa.
Eu... deixava chorar. Fazer o que?? Até porque, sozinha, não tinha mesmo o que fazer. Ficava me controlando para que eu não ficasse estressada e começasse a fazer besteira no trânsito.
Felipe se estressou uma vez, mas ele tava com fome, coitado!
Eu sou durona com isso, não tiro sob nenhuma hipotese. Nunca ninguem explodiu de tanto chorar, né?
Mas acho que a cadeirinha de frente vai ajudar.
Sobre a Duda da Priscila, é isso mesmo que vc falou. Não tem a ver só com peso, mas com firmeza de tronco, tamanho da cabeça... Ela já pode virar.
beijo!
Fui no Morar Mais Por Menos hoje e trouxe um catalogo pra vc.
beijos
Bi

Telma Maciel disse...

Ei, Lucia, não sei se seria a melhor opção, mas aproveita a vinda da sua mãe e pede pra trazer um DVD portátil com cabo extenso pra recarregar no carro. Arruma uma forma de apoiar o DVD no banco, virado pra ela e arruma um filme bem coloridinho e musical, algo que ela goste... quem sabe?
Sofia, hoje com quase 6 anos, ainda implica com a cadeirinha... aproveito as propagandas que estão passando para ir falando, mas deixo chorar até cansar! Vai na cadeirinha, sim! E vai com o cinto!
Tente desde agora algum jeito de distraí-la, pq, já pensou se ela percebe q consegue te ganhar no choro? Desespero!!! rs
Boa sorte!
Beijo!

Fabiana disse...

Poxa Lúcia, que barra heim? Ouvir crianças chorando não é nada legal, fica todo mundo nervoso. Espero que com a nova cadeirinha tudo se ajeite e dê certo. Bjs

Simone - Mariana minha flôr disse...

É complicado, a Mariana sempre andou na cadeirinha então aceita numa boa, meu marido que tem mania de levar ela sem colocar na cadeirinha, fico muito brava com isso, uma vez ela ficou no banco de trás no meio sem sentar na cadeirinha e tive que dar uma freada brusca por conta de um carro que estava na frente com um motorista bebado e simplismente para no meio da rua, quando freei ela voou por cima do banco bateu com a cabela no painel do carro e caiu no pé do banco do passageiro, fez um corte na testa, graças à Deus não foi nada grave mas à partir daquele dia nunca mais ela saiu da cadeirinha, eu falo que a polícia vai levar nosso dinheiro e ela fala que ele vai nos levar pro calabouço, rsrsrs.
Talvés seja mesmo uma solução uma cadeirinha nova, ela deve ficar irritada de costas para vocês.
Boa sorte.
|Beijos.

Anônimo disse...

Lucia, achei a dica da Priscila legal, ou seja, dá algo para ela se distrair que não seja brinquedo, como celular, algo de plásctico etc.
Meus meninos nuncareclamaram nem choraram, tanto que é que com o caçula, o Rafa, que tem 7 meses e , pasmem, 11 kg! eu nunca andei no banco de trás! Ele vai com o irmão atrás numa boa!
Vou torcer para que seja só uma fase da sua Dudinha! Beijocas Anna Cymerman

Izabella disse...

Lucia, o Matheus quando estava no bebê conforto reclamava quando entrava e depois que o carro ligava ele terminava dormindo. Agora compramos a cadeirinha pra ele ficar de frente, ele raramente chora e fica sempre vendo a vista. Acho que ela não deve gostar ficar de costas pra todo mundo (olhando qse que pro nada). Tomara que dê certo a nova cadeirinha. bjs

trecos e apetrechos da Fran disse...

Também acho que quando ela estiver na cadeirinha que é mais alta e olhando para frente ela vai se acalmar.
Porque vamos combinar, você aguentaria ficar muito tempo olhando para o banco e andando de costas para o movimento? Eu com certeza não!
A Bia também sempre chorava quando era menor e a cadeirinha ia de costas, depois melhorou, espero que com a Duda também seja assim.
BJS

Déia disse...

Oi Lú querida, td bem?!
Nossa, flor que dilema..E nem posso palpitar porque não sou mãe e nem tenho experiências semelhantes..Mas fico aqui na torcida para a Maria Eduarda se acostumar com a cadeirinha..Mt bom que sua mãe trará um novo modelo..Com certeza deve ser desconfortável para sua pequenina, ainda mais virada de costa, né?! (aliás, eu, leiga no assunto, acho que isso deve ser um dos incômodos dela)
bjokas p vc e p sua pequena

Cores,Sabores e Mimos disse...

Lu,
Puxa eu sempre passo aqui correndo e nunca comento,mas esse tema faz parte de minha realizade atual..Marina,agora com 10 meses sempre andou na cadeirinha super bem ,desde que saiu da maternidade, e memso bem pequenininha,mas tem umas smeanas que ela nõa quer nem entrar nocarro,se estica toda, faz uma pirraça, eu tenho que tentar distrair com alguma coisa para ela se convercer a sentar,mas depois de lagum tmepo smepre chora, e eu ando sozinha com ela na maior parte do tempo pois sou eu que deixo e levo na creche todos os dias, ontem mesmo ela estava bem e de repente começou a chorar, eu comecei a cantar , e ela distraiau, e estava presa em um mega engarrafamento, o trajeto da creche para cas aé meio longo devido ao engarrafamento, e depiois ela voltou a chorar ai dei o nextel para ela distrair com os sons, só que ela resolveu botar na boca e eu tirei aí fez-se achoradeira, e nesses casos nõa tem o que fazer, só dirigir , rezar para chegar logo...mas memso qdo estou acompanhada nunca tiro ela da cadeirinha, só fiz isso uma vez pq ela tinha sujado a fraldinha e falatava ainda um pouco para chegar em casa e começou a ficar incomodada, e não teve jeito pq ela começou a se engasgar com a saliva ,perregue danado..mas já passei vários quando o choro é muitro intenso , encosto em algum lugar ,um posto de gasolina ou algum lugar movimentado tiro ela ,e fico fora do carro para ela se acalmar,mas o coração fca tão apertado de deixar ela chorar!!!
Eu já tentei colocar na outra cadeirinha virada para frente ,mas acho que ela ainda nõa está firme o suficiente,nõa sei nõa gostei ,achei que a cabecinha fica meio solta...perguntei ao pediatra(Dr. paulo ,acho que vc que me indicou ela) e ele disse para testar e ver se ela ficava bem ,se ficava firme,mas testei em um percurso pequeno e nõa gostei!!Mas é uma questão para muito papo mesmo!!Vamos torcer para elas voltarem a ficar tranquilas no carro!!
Bjs
Pri Jacoby
prijacoby@hotmail.com

Anônimo disse...

Lu,
Puxa eu sempre passo aqui correndo e nunca comento,mas esse tema faz parte de minha realizade atual..Marina,agora com 10 meses sempre andou na cadeirinha super bem ,desde que saiu da maternidade, e memso bem pequenininha,mas tem umas smeanas que ela nõa quer nem entrar nocarro,se estica toda, faz uma pirraça, eu tenho que tentar distrair com alguma coisa para ela se convercer a sentar,mas depois de lagum tmepo smepre chora, e eu ando sozinha com ela na maior parte do tempo pois sou eu que deixo e levo na creche todos os dias, ontem mesmo ela estava bem e de repente começou a chorar, eu comecei a cantar , e ela distraiau, e estava presa em um mega engarrafamento, o trajeto da creche para cas aé meio longo devido ao engarrafamento, e depiois ela voltou a chorar ai dei o nextel para ela distrair com os sons, só que ela resolveu botar na boca e eu tirei aí fez-se achoradeira, e nesses casos nõa tem o que fazer, só dirigir , rezar para chegar logo...mas memso qdo estou acompanhada nunca tiro ela da cadeirinha, só fiz isso uma vez pq ela tinha sujado a fraldinha e falatava ainda um pouco para chegar em casa e começou a ficar incomodada, e não teve jeito pq ela começou a se engasgar com a saliva ,perregue danado..mas já passei vários quando o choro é muitro intenso , encosto em algum lugar ,um posto de gasolina ou algum lugar movimentado tiro ela ,e fico fora do carro para ela se acalmar,mas o coração fca tão apertado de deixar ela chorar!!!
Eu já tentei colocar na outra cadeirinha virada para frente ,mas acho que ela ainda nõa está firme o suficiente,nõa sei nõa gostei ,achei que a cabecinha fica meio solta...perguntei ao pediatra(Dr. paulo ,acho que vc que me indicou ela) e ele disse para testar e ver se ela ficava bem ,se ficava firme,mas testei em um percurso pequeno e nõa gostei!!Mas é uma questão para muito papo mesmo!!Vamos torcer para elas voltarem a ficar tranquilas no carro!!
Bjs
Pri Jacoby
prijacoby@hotmail.com

Lucia Laureano disse...

Oi Pri!

Adorei seu comentário!
Mãe é bichinho que sofre, né?!
Vou com a Duda no Dr. Paulo quinta feira e vamos ver o que ele acha, mas sinceramente acho que ainda precisaremos de uns 2 ou 3 meses para passar a pequena para a nova cadeirinha...

beijos,

Lu

Tati disse...

Oi Lu, o Enzo sempre ficou agitado no carro, querendo sair do bebê conforto/cadeirinha para mexer em tudo. Nunca foi de chorar, mas reclama bastante e tenta se soltar de várias maneiras. Colocava vários brinquedos no carro, ligava o som e até viajava atrás para acalmá-lo, mas tudo o distraía por poucos minutos e logo começava as reclamações do pequeno. Então decidimos instalar um DVD no carro, e posso te garantir que apesar de passar a viagem toda assistindo Xuxa e desenhos, foi a única maneira de prender o Enzo na cadeirinha. Ele chega a dormir coisa que não fazia.
Bjs Tatiana.

Monica disse...

Oi Lúcia, por recomendação do pediatra só viramos o Enzo com 1 ano de idade, ou seja, tivemos que ter muuuita paciência. Mas acho legal vc conversar com o pediatra da Duda pra ouvir a opinião dele, já que cada um segue uma linha. Aí vc pode tomar a sua decisão com mais informações. Beijão pra vc e pros filhotes que são lindos!

Lucia Laureano disse...

É isso que vou fazer Mônica!
Vou amanhã no pediatra ao fim do dia e vou aproveitar para conversar com ele sobre isso!
Deixa seu e-mail para que eu possa entrar em contato!
beijos,

Paloma, a mãe disse...

Oi, Lucia, vim conhecer o seu blog e adorei. Seus filhos são lindos!
Olha, vi alguns comentários aqui e quero acrescentar que POR LEI, a criança só pode virar de frente deposi de 1 ano, não importa se já pesa 9 kg antes.
Tô torcendo para que ela se encante pela nova cadeirinha.
Beijos

Lucia Laureano disse...

Oi Paloma!

Amanhã vou conversar com o meu pediatra, mas não tenho a intensão de virá-la imediatamente não, até pq ela ainda não atingiu os 9kg e além disso não acho que o pescocinho esteja firme o suficiente. Te mantenho informada de qualquer forma!
Obrigada pela visita!

Roberta Mollica disse...

Lucia,
Helena também chorava no bebê conforto, mas sempre parava com a chupeta ou comigo cantando músicas que ela gostava...
Passei ela para a cadeirinha com 1 ano e pouco e realmente ela passou a aproveitar a vista e a dar muito menos trabalho no carro...
Maternidade é um exercício de paciência. De vez em quando confesso que também perco a paciência e acabo cedendo ao choro da pequena. Mas tento evitar ao máximo essas situações, afinal, queremos filhos bem educados, certo? Enfim, tenha paciência e vários brinquedinhos novos no carro para distraí-la! Daqui a poucos meses ela poderá ir para a cadeirinha!
bjs e boa sorte!

Cê Vilanova disse...

Lucia, desculpe a invasão, seus bebes são lindos!
O que me traz aqui é um comentário seu no blog da Favinha sobre o seu marcineiro, também estou construindo e pretendo fazer alguns móveis, então me interessei. será que vc pode me passar o contato???
Mais uma vez, desculpe por esse post mais fora de contexto!!
boa sorte com a cadeirinha!!!
bjinhos

Raquel disse...

Ai Lúcia..é muito perigoso mesmo..outro dia desci a serra para ir no centro comprar umas coisas com minha sogra.estava de cinto.. e com um almofada na barriga, tenho este costume mesmo antes de engravidar...e teve um acidente horrível na nossa frente, com uma moto, e o carro quase capotou em nossa direção..nunca sabemos o que pode acontecer..temso realmente que ter muito cuidado..as vezes seria melhor parar o carro, acalmá-la, dar mama e depois seguir a viagem!!
Minha irmã que mora no interior tb não tinha o costume de usar e hj mesmo dentro da cidade, em curtos trajetos colocamso a duda..
Sei que não é facil,,mas pense sempre no perigo!!!
Meu bb é menino mesmo..confirmei ontem na ultra e estou muito feliz..
não deixe de passar lá no blog tá!!
bjocas

Telma Maciel disse...

Ei, Lúcia! De novo comentando... rs
Seguinte, vi tbm a dúvida da Pri e segui a sua sugestão: procurei no google. Sendo assim, acabei fazendo um post sobre o assunto, respondendo tbm a dúvida da Pri.
Todo cuidado é pouco qndo se trata das nossas crianças, né?
Se puder/quiser, dá uma passadinha lá, ok?
Beijos

Flavia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flavia disse...

Oi Lucia, vim retribuir a visita lá no meu cantinho.
Parabéns pelos filhotes que são lindos. Essa questão choro x cadeirinha é realmente complicada. O filhote sempre chorava até pegar no sono todas as vezes que andavamos de carro... até que um dia não chorou mais.
Não tenho muitas dicas pra dar, mas torço que seja uma fase passageira.
To te linkando pra te acompanhar. tá?

bjs

Pedro disse...

Oi, amiga... tudo bem? Saudades.... Dudíssima já aprontando, né...risos... isso é bom demais... amiga, acho que as coisas vão melhorar qdo ela estiver de frente e puder interagir com vc.... e outra... a gente gastou um dinheirinho e o dvd no carro tb é um santo remédio.... amiga, não tem jeito... o coração fica apertadinho mas... deixa Dudinha lá, combinado?!.... Um beijo pra vc e toda a família... Ah, Lucia, já tá sabendo que vc errou, né... a próxima que ficou grávida NÃO FUI EU!!!! rsrssrsrsrs.... beijos.

Anônimo disse...

I'm glad you said that!

Warm regards,
Robin